Escócia – A história do brasão de Glasgow

Here is the bird that never flew     
Here is the tree that never grew    
 
Here is the bell that never rang     
Here is the fish that never swam   

‘Aqui está o pássaro que nunca voou 
Aqui está a árvore que nunca cresceu 
Aqui está o sino que nunca tocou 
Aqui está o peixe que nunca nadou’

Estes versos são muito populares na Escócia, e principalmente em Glasgow. Eles descrevem os quatro milagres de Saint Mungo, fundador e padroeiro de Glasgow, que estão representados no brasão da cidade.

escocia-brasao-glasgow-st-mungo-8x6
St.Mungo na entrada do Kelvingrove Museum Foto : Marcos Rossini

A história de St.Mungo é cheia de lendas, e conta que ele nasceu em 518 dc em Culross, no NE da Escócia, com o nome de Kentigern; e foi educado no mosteiro de St. Serf , de quem ganhou o nome de Mungo que significa ‘my dear friend’. Por volta de 550 dc ele deixou o mosteiro e foi parar num lugar chamado Cathures  onde decidiu ergue uma igreja. Ele se referia a este lugar como ‘Glasgu’ que significa ‘amado lugar verde’. Foi ali que nasceu a cidade de Glasgow, no mesmo lugar onde foi erguida a igreja que mais tarde se tornou a Catedral de Glasgow. St. Mungo viveu até 603 dc, foi canonizado e declarado o padroeiro de Glasgow. O dia de St. Mungo é 13 de Janeiro, e o seu túmulo pode ser visitado na Catedral de Glasgow.

escocia-brasao-glasgow-catedral3-8x6
Catedral de Glasgow Foto : Narister Oliveira

O brasão de Glasgow é um ícone da cidade e é encontrado em vários lugares : portões, postes, camisetas, murais, bandeiras, compondo outros brasões, enfim é um símbolo muito querido e respeitado por todos.

Os milagres de St.Mungo que são representados no brasão são explicados através de 4 lendas muito conhecidas na Escócia.

escocia-brasao-glasgow-mural-8x6
Mural representando uma das lendas de St.Mungo Foto : Narister Oliveira

Here is the bird that never flew : conta a estória que St. Serf, professor de St.Mungo no monastério, tinha um pintarroxo de estimação. O pássaro foi acidentalmente morto pelos estudantes que culparam injustamente Mungo. Ele pegou o pássaro nas mãos, rezou e o pássaro ressuscitou e voou para as mãos de St. Serf.

Here is the tree that never grew : Mungo era responsável por manter o fogo aceso no refeitório. Um dia ele dormiu e os estudantes apagaram o fogo . Quando ele acordou e viu que o fogo estava apagado, ele quebrou uns galhos de uma árvore congelada, rezou e os galhos pegaram fogo e foram usado para reacender o fogo do refeitório.

Here is the bell that never rang : o sino a que o verso se refere foi trazido por St. Mungo de Roma. Conta a estória que St.Mungo passou a usá-lo para chamar os fiéis para as missas, e a partir daí todas as igrejas passaram a tocar os sinos da mesma forma transformando os sinos num importante símbolo de Glasgow.

Here is the fish that never swam : o peixe com o anel na boca é um salmão e o anel foi um presente do rei de Cadzow para a rainha. A rainha deu o anel para um cavaleiro e quando o rei ficou sabendo, ele tomou o anel do cavaleiro e o jogou no rio. Depois ameaçou a rainha de morte se ela não aparecesse com o anel. A rainha morrendo de medo, pediu ajuda a St. Mungo que enviou um monge para pescar o primeiro peixe e trazer. Quando o monge trouxe o peixe, ele tinha o anel preso na boca.

Completando o brasão tem a frase ‘Let Glasgow Flourish’ que significa ‘Deixe Glasgow Florescer’, que foi retirada de um sermão de St.Mungo e virou o lema da cidade.

Os versos e as lendas de St. Mungo são ensinados para as crianças na escola primária em Glasgow, e todos crescem sabendo explicar a origem do brasão da cidade onde eles vivem. Eu não me lembro se aprendi na escola a origem dos nossos símbolos patrióticos como brasões e bandeira, e não sei se atualmente isso é ensinado. Eu acho que deveria fazer parte do currículo escolar porque conhecer a origem dos nossos símbolos ajuda a respeitar e não esquecer nossa história.

Você sabe a história dos nossos símbolos ? Se souber, conte um pouco aqui pra nós. Eu também vou pesquisar e escrever depois o que aprendi.

2 comentários sobre “Escócia – A história do brasão de Glasgow

  1. Man, a única coisa que eu sei sobre um de nossos símbolos, é a bandeira nacional brasileira. Posso assegurar-lhe que a frase escrita em nossa bandeira foi feita por uma pessoa muito irônica.

    1. Oi Rafael. Acho que aprendemos muito pouco sobre nossos simbolos mesmo. Vou pesquisar e depois conto aqui o que eu descobri. Infelizmente, acho que faz sentido o que voce falou sobre a frase escrita em nossa bandeira. Obrigada pelo comentario.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s