Sorvete no Inverno

Os sorvetes associam prazer, conveniência, sabor, aspectos nutritivos e benefícios à saúde em uma boa medida. Em países nórdicos e muito frios, como Finlândia, Dinamarca e Noruega, o consumo per capita de sorvete fica em torno de 20 litros por ano.

No Brasil mesmo sendo um país tropical, se consome menos de 3 litros.Isso porque existe uma mentalidade arraigada de que sorvete somente deve ser consumido no verão e apenas como sobremesa.

Veja só: sorvete é um alimento completo, contendo proteínas, açúcares, gordura vegetal e/ou animal, vitaminas, cálcio, fósforo e outros minerais essenciais numa nutrição balanceada.Em comparação com outros alimentos 100 gramas de sorvete possuem 208 calorias, menos que um ovo frito com 216 ou um pão francês com 269.

Em geral o consumo de 100g de sorvete contribui com cerca de 12% da dose diária recomendada de cálcio, um mineral essencial para a saúde de dentes e ossos, cujo consumo é importante tanto durante a infância e a adolescência, fases em que ocorrem os maiores ganhos de massa óssea como na vida adulta e maturidade, para manter essa estrutura óssea adquirida nas fases anteriores.

Se no verão o sorvete faz sucesso até mesmo direto no pote,
é no inverno que ele é apreciado com mais requinte, sofisticação e, principalmente, acompanhamentos. Caldas quentes, tortinhas, bolos, chantilly e marshmallow se unem ao sorvete em uma perfeita combinação entre o quente e o frio.

Sorvete no Inverno. Uma excelente pedida!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s